O mercado nacional de brócolis movimenta atualmente cerca de R$ 1,2 bilhão apenas no Varejo, com uma produção de quase 290 mil toneladas ao ano, segundo dados da Associação Brasileira do Comércio de Sementes e Mudas (ABCSEM). Na América do Sul, o Brasil e o Equador estão entre os principais países produtores da hortaliça, seguidos do Peru, Chile e Argentina, sendo, juntos, responsáveis por 10% da produção mundial.

Na última década, o consumo de brócolis teve um aumento significativo, dado que deve aumentar ainda mais ao longo dos próximos anos. Dentre os principais motivos desta projeção estão suas diversas propriedades nutracêuticas, que auxiliam na prevenção do câncer, dentre outras doenças, além do sabor agradável e da versatilidade de consumo.

A excelente aceitação da hortaliça pode ser percebida no aumento de sua oferta em supermercados – tanto in natura, quanto congelado ou minimamente processado –, e nos cardápios de restaurantes de modo geral. Trata-se de um alimento que atende as necessidades do estilo de vida moderno, que alia praticidade no consumo, sabor e saúde.